Telefone: +55 (92) 3347-7350 Email : contato@idesam.org.br

Idesam abre seleção para vaga de estágio no projeto Cidades Florestais

 
08
Nov
2019

Idesam abre seleção para vaga de estágio no projeto Cidades Florestais

Inscrições para o processo serão aceitas até o dia 22 de novembro

 

Por Comunicação Idesam
Foto: Arquivo Idesam

 

O Idesam (Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia) abriu processo seletivo para contrato de estágio voltado ao projeto Cidades Florestais, mais especificamente na produção de óleos vegetais e azeites em mini-usinas, no interior do Amazonas. As pessoas interessadas devem enviar currículo e carta de intenção até o dia 22 de novembro.

O projeto irá escolher bolsistas que estejam cursando ensino superior nas áreas de Engenharia Química, Produção, Ciências dos Alimentos, Farmácia, Biotecnologia e áreas correlatas. Além disso, a pessoa selecionada precisa ter disponibilidade para residir em Manaus durante o período do estágio e realizar viagens para o interior do Amazonas, com duração média de um a dois meses.

Uma oportunidade para enriquecer o currículo e ganhar experiência prática, o estágio irá exigir a execução de atividades como: o estudo da composição química dos óleos vegetais e resíduos; a otimização de processos e mecanismos na atividade de óleos; e avaliação do processo produtivo na ótica da engenharia química e de alimentos.

Mais informações sobre o envio dos currículos e cartas de intenção podem ser encontradas no Termo de Referência (TDR) da Vaga, disponível nesse link.

Sobre o Projeto Cidades Florestais

Em 2018, foi iniciado o projeto Cidades Florestais, executado pelo IDESAM com apoio Fundo Amazônia /BNDES. O projeto tem como propósito fomentar a produção florestal familiar e comunitária do Amazonas, tanto madeireira quanto não madeireira. O fomento à produção florestal de uso múltiplo, pelo projeto, é desenvolvido por meio de: implantação de plataforma digital e aplicativo de apoio à gestão da produção comunitária; implementação de novos equipamentos e maquinários para a atividade florestal; elaboração de planos de manejo florestais; instalação de duas novas mini usinas e apoio estrutural a outras três já existentes.